< voltar

Notícias do Mercado

II Seminário Nacional de Certificação Digital reúne excelente público em SP


24/04/2014 - Fonte: ITI

O II Seminário Nacional de Certificação Digital, que aconteceu no último dia 10, em São Paulo, foi uma mostra da importância que a certificação digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil vem atingindo nos últimos anos em diversos setores da economia brasileira. Com grande participação do público, o evento organizado pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital – Abrid e que ocorreu paralelamente a 19ª Cards, Payment & Identification, destacou aplicações que fazem uso da certificação no estado de São Paulo.

O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, por meio de sua assessoria de comunicação social, apoiou o evento com a organização da grade de programação, contato com os palestrantes, inscrições e divulgação. Para o coordenador de Comunicação Social do ITI, Edmar Araújo, o evento foi um sucesso em todos os aspectos.

“Reunimos mais de 700 pessoas na maior cidade do Brasil em torno do tema da certificação digital ICP-Brasil. Estamos muito satisfeitos com a aceitação do público, com o ótimo conteúdo apresentado pelos palestrantes e com a possibilidade participar institucionalmente de um dos maiores eventos de tecnologia do mundo”, comentou.

Na mesa de abertura do Seminário, o diretor da Infraestrutura de Chaves Públicas do ITI, Maurício Coelho, foi enfático ao destacar que o certificado digital já é um produto reconhecido em todo o Brasil. Em seu discurso, fez um balanço do que foi feito nos últimos anos para divulgar a tecnologia e mantê-la segura e confiável. Após suas considerações, Coelho deixou o espaço aberto para os próximos palestrantes falarem das aplicações que só são possíveis graças as características garantidas pela ICP-Brasil, como o não-repúdio, a validade jurídica e a segurança.

Antes de terminar sua apresentação, o diretor ainda falou das expectativas para o ano de 2014. “O uso de certificado digital ICP-Brasil em meios móveis não é futuro, é uma realidade. Trabalharemos neste ano para que esta inovação seja homologada e disponibilizada o quanto antes”, salientou Coelho.

Durante o II Seminário cases foram apresentados apontando as melhorias alcançadas, como as reduções de custos e o aumento na segurança das ações. O gerente de Compras e Contratações da Companhia de Gás de São Paulo – Comgás, Fernando Mattedi, destacou o fato de atualmente a maior parte das empresas, inclusive as micro e pequenas, possuírem um certificado digital, o que possibilita a assinatura de contratos de forma ágil e eficiente. Na Comgás, de acordo com Mattedi, contratos que antes levavam cerca de 20 dias para serem assinados, atualmente levam cerca de 4 horas.

O comércio também é um setor favorecido pela tecnologia ICP-Brasil. O tema foi apresentado pelo assessor da Gerência de Programas Externos da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, Miguel Nicoletti. Neste setor, segundo o gerente, o uso do certificado tem fomentado a abertura de novos negócios online, diminuído os crimes digitais e facilitado a comunicação entre as empresas e os órgãos de governo, como a Receita Federal do Brasil, por exemplo.

Ainda em consolidação, o uso do certificado digital no Hospital Alemão Oswaldo Cruz já traz benefícios. De acordo com informações do gerente de Tecnologia da Informação do hospital, Denis Costa, com a prescrição digital de remédios diminuíram-se os erros de interpretação, a ocupação de espaço físico para armazenamento de documentos e o risco de perda de informações. Em breve, deverá ser implantado na Instituição o CRM-Digital, que possibilitará outras ações aos médicos e membros da equipe que possuem certificado, como a participação em procedimentos à distância.

Sistemas digitais também têm facilitado as rotinas do governo estadual de São Paulo. Os exemplos mostrados durante o Seminário foram o e-CRVsp e o e-CNHsp. O primeiro facilita e agiliza os processos submetidos por despachantes à apreciação do Detran, que, por sua vez, pode monitorar de forma mais eficiente os pedidos e reduzir as irregularidades. Já o e-CNHsp é um sistema para emissão da Carteira Nacional de Habilitação – CNH de forma digital. Tanto os cidadãos iniciam processos referentes à obtenção ou renovação da CNH, quanto médicos, psicólogos, centros de formação de condutores e circunscrições regionais de trânsito dão andamento aos fluxos relativos à emissão do documento.

Esses processos foram apresentados pelo diretor de Sistemas do Detran-SP, Clóvis Simabuku, e pelo coordenador do Sistema e-CNHsp da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo – Prodesp, José Dutra Filho.

Finalizando o evento, a diretora de Certificação Digital da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo – Arpen, Monete Serra, falou da importância da certificação digital ICP-Brasil para os cartórios. “A certificação possibilitou a entrega da certidão de nascimento ainda na maternidade, fortalecendo as políticas nacionais que buscam diminuir o sub-registro”, afirmou Serra.