< voltar

Notícias da QualiSign

Case | Broker Brasil inova com cultura paperless

A Broker já nasceu com a cultura do paperless e a assinatura digital
trouxe redução média do tempo de formalização de 80%


26/02/2016

A Broker Brasil Corretora de Câmbio nasceu há apenas 3 anos e vem crescendo de forma consistente no mercado de câmbio e obtendo resultados expressivos. É parte integrante do grupo empresarial Unimaster que atua nos segmentos de comércio exterior e logística nacional há mais de 35 anos.

paperless

Marcelo Gomes | Diretor da Broker Brasil

Ela conta atualmente com aproximadamente 100 colaboradores. Com base nas informações publicadas pelo Banco Central, até dezembro de 2015, já foram realizadas mais de 38 mil operações de câmbio próprias e de intermediação, que juntas movimentaram mais de US$ 1 bilhão.

Avesso ao excesso de papel e adepto do uso da tecnologia em benefício do cliente, Marcelo Gomes, Diretor da Broker Brasil, desde o início buscou inovar, automatizar e simplificar as operações das empresas por onde passou. Na Broker não foi diferente. Com a experiência vivida em outras organizações financeiras já queria iniciar a operação de maneira eficiente.

Precisamos ser rápidos e eficazes, oferecendo cada vez mais conveniência aos nossos clientes”, enfatizou Marcelo.

E, neste contexto, a assinatura digital de contratos de câmbio foi um dos pré-requisitos fundamentais. Ela traz uma série de benefícios para nós e para nossos clientes: velocidade na formalização da operação, segurança, compliance, redução de custos, além de ser uma solução verde.

Atualmente, a Broker movimenta um volume médio de 1540 contratos mês, sendo mais de 50% assinados digitalmente. Há pouco mais de um ano esta proporção era de apenas 25%. A rápida conversão para o digital se deve ao esforço do pessoal da mesa de operações e do BackOffice, somado ao aumento gradativo do conhecimento dos clientes sobre a facilidade da assinatura digital.

Vamos iniciar em breve uma campanha interna para dar mais subsídios e informações ao pessoal da mesa de operações sobre as facilidades e benefícios da assinatura digital. Acreditamos que isso possa aumentar ainda mais nossa conversão para o digital” afirmou Marcelo.

Para implementar rapidamente a assinatura digital dos contratos de câmbio a Broker buscou uma solução pronta no mercado. A solução adotada foi o Portal QualiSign de Assinatura Digital. Facilidade no desenvolvimento do projeto, rapidez na implantação, atendimento personalizado e custo benefício foram os fatores cruciais para a escolha desta solução.

Resultados

Segundo Leonardo Morikoshi, do departamento de BackOffice, a formalização de um contrato de câmbio em papel leva no mínimo 10 dias, enquanto que a solução digital não passa de 2 dias, uma redução de 80% no prazo.

As reduções não param por aí. Quando falamos de custos as vantagens são percebidas tanto pela Corretora quanto pelos clientes. Na formalização dos contratos em papel, as vias vão e voltam produzindo um aumento de custos de malotes, motoboy, sedex, correios, papel, cartuchos para impressão, além das horas gastas pelo pessoal do BackOffice para controlar e rastrear as remessas de envio e recebimento dos contratos.

O cliente ganha também, pois com o contrato em papel ele imprime, coleta as assinaturas e nos envia por motoboy ou correio. Com a assinatura digital ele precisa apenas acessar o contrato, via internet, e assiná-lo digitalmente, sem falar da facilidade de assinar, de uma só vez, um lote de contratos. Não apuramos ainda os custos unitários, mas temos certeza de uma redução muito significativa”, disse Leonardo.

Tecnologia e Segurança

O processo de assinatura digital não é somente mais rápido e simples, é mais seguro também. A assinatura digital está em sintonia com o compliance da empresa e do Banco Central, que regulamenta as operações de câmbio no Brasil.

Hoje temos um melhor controle sobre quem tem poderes para assinar por parte do cliente. A preocupação sobre o compliance é tão grande que a Broker criou uma área para monitorar as operações, permitindo identificar e garantir a conformidade das operações da corretora.

Sustentabilidade

O paperless é uma atitude verde e está em sintonia com a questão ambiental e o desenvolvimento sustentável. Cada contrato consome 6 folhas de papel (2 folhas com 3 vias). Ao eliminarmos a impressão reduzimos não somente o custo, mas evitamos também a derrubada de árvores, reduzimos a emissão de CO2 e o consumo de água e energia que são gastos para a produção do papel.

No que tange à sustentabilidade, tem havido um grande esforço da Corretora na maximização do paperless. Se considerarmos apenas os contratos que foram assinados digitalmente até agora, eles representariam 4290 folhas/mês ou 51.480 folhas por ano. Isto significa uma economia de 5,15 árvores, 686,40 Kwh de energia elétrica, 3.861 litros de água e aproximadamente 7 toneladas de CO2 que deixaram de ser emitidos (para compensar esta emissão seriam necessárias 27,84 árvores para absorver o CO2 gerado).

Uma visão

O mercado se rejuvenesce a cada momento, novas tecnologias, mais rapidez, mais conveniência, mais segurança e consciência ambiental, assim nos tornamos melhor para o cliente, mais competitivos no mercado e crescemos de forma sustentável na sociedade.