< voltar

Notícias do Mercado

Junta Digital estreia no Rio Grande do Sul


13/04/2017 - Fonte: Felipe Vieira

Os empreendedores gaúchos vão ganhar agilidade com o lançamento oficial da Junta Digital. A nova ferramenta vai permitir que as empresas sejam constituídas, alteradas ou extintas totalmente via internet em todo o Estado, sem a necessidade de documentos em papel. O lançamento que celebra esse importante passo para a economia gaúcha será realizado na quarta-feira, 19 de abril, às 10h30, na Sala Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini.

É um marco para o Estado que será oficializado pelo governador José Ivo Sartori, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, pelo superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, e pelo presidente da Junta Comercial, Industrial e Serviços (Jucis), Paulo Roberto Kopschina.

O Rio Grande do Sul foi escolhido para ser piloto no projeto Junta Digital pelos resultados obtidos com a implantação da Redesimples – Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios. Até o momento, 49 municípios gaúchos estão integrados à rede e a meta é atingir 80 cidades até o final do ano, incluindo Porto Alegre, com abrangência de 80% das micro e pequenas empresas. O modelo foi adotado pioneiramente pela Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg).

A Junta Digital é a prestação de serviço de registro empresarial totalmente feita pela internet, com assinatura digital, segurança jurídica e confiabilidade que garantirá aos empresários mais fácil acesso aos serviços oferecidos pela Junta Comercial com rapidez e comodidade, 24 horas por dia e sete dias por semana. Os requisitos para a utilização do sistema preveem acessos à internet, Certificado Digital A 3 (e-CPF), para assinar o documento eletrônico e arquivo em PDF.

O diretor-superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, destaca que a agilidade é um dos principais ganhos com esse novo sistema. “Antes, o tempo de registro na Junta Comercial era de cerca de oito dias, agora em apenas dois dias o processo já poderá ser concluído e sem a necessidade de papel ou atendimento presencial, já que o retorno das informações também será digital”, compara.