< voltar

Notícias do Mercado

Certificação digital torna-se alternativa mais segura com biometria


30/06/2016 - Fonte: docmanagement.com.br

Durante o IV Seminário Nacional de Certificação Digital, entre dias 15 e 16 de junho, das 14h às 17h, no Expo Center Norte, em São Paulo, a introdução de métodos de biometria para aumentar a segurança e a confiabilidade na certificação digital de documentos terá destaque. O seminário ocorre paralelamente à 21ª edição da Cards, Payment & Identification 2016, maior feira de tecnologia para o setor de cartões, meios eletrônicos de pagamento, identificação e certificação digital da América Latina.

A coleta biométrica entra em discussão entre os participantes do seminário, seguindo cronograma de implementação anunciado neste mês pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) e pelas Autoridades Certificadoras da Infraestrutura de Chaves Públicas (ICP-Brasil), que realizaram reunião para determinar as diretrizes do procedimento. O ITI é um dos realizadores do IV Seminário Nacional de Certificação Digital, em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (Abrid). O evento contará com a participação de palestrantes dos mais variados setores para apresentar soluções que fazem uso do certificado ICP-Brasil e os benefícios alcançados com o uso desta ferramenta.

De acordo com o diretor de Infraestrutura de Chaves Públicas do ITI, Maurício Coelho, por meio de sua assessoria de imprensa, o ITI tem trabalhado para atender aos pedidos de credenciamento. “No momento, há duas entidades candidatas para tornarem-se Prestadores de Serviços Biométricos – PSBio. Paralelamente, temos envidado esforços para dar suporte técnico às Autoridades Certificadoras que estão em fase final de implementação dos sistemas de coleta biométrica em suas unidades de atendimento.”

O ITI procura garantir a identificação segura dos cidadãos na emissão de um certificado e considera que a biometria pode contribuir para transformar a ICP-Brasil em um dos mais seguros sistemas do mundo.

Para o presidente executivo da Abrid, Célio Ribeiro, “a utilização da biometria em substituição a outros métodos de autenticação como senhas e tokens é uma tendência mundial. Isso porque a identificação biométrica é o meio mais seguro de comprovar que a pessoa é de fato quem diz ser.” Ribeiro ainda destaca a atuação da Indústria especializada: “as empresas buscam constantemente o desenvolvimento de soluções que garantam cada vez mais a inviolabilidade dos dados biométricos, de modo que esse processo se torne a opção de identificação mais segura e acessível ao cidadão e às instituições”.

Segundo informações divulgadas pela Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD), todas as autoridades certificadoras (ACs), empresas públicas e privadas que têm concessão da ICP-Brasil para emitir dos Certificados Digitais, tiveram de introduzir a biometria a partir do dia 19 de maio. De acordo com Antonio Cangiano, diretor-executivo da ANCD, “em questões práticas, isso significa que, além das relações da pessoa jurídica com o governo, clientes e fornecedores, a pessoa física também passa a ter mais confiabilidade para interagir com bancos, lojas e comércio eletrônico”.