< voltar

Notícias do Mercado

Sefaz investe R$ 6 milhões em tecnologia da informação


19/02/2016 - Fonte: folhamax.com.br

A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso está ampliando a capacidade de armazenamento de banco de dados. Para isso, foram investidos mais de R$ 6 milhões para que a disposição dos equipamentos utilizados atualmente seja triplicada, o que trará mais segurança às informações dos contribuintes. A solução utilizada pela Sefaz-MT é o Oracle Exadata, um conjunto de equipamentos servidores e software especializado em processamento e armazenamento de banco de dados de altíssima performance para o processamento de informações.
O investimento em Tecnologia da Informação possibilitará a diminuição de quedas nos sistemas fazendários e garantirá maior disponibilidade nos serviços prestados ao contribuinte pela internet, tais como emissão de Guia de IPVA, autorização de Nota Fiscal Eletrônica (NFe e NFCe) e Conhecimento de Transporte Eletrônico (CTe), emissão de Certidão Negativa, e melhoria na comunicação entre Sefaz e Detran para a emissão de documentos de licenciamento, por exemplo.
Os equipamentos, adquiridos no ano passado por meio de recursos do Programa de Desenvolvimento da Administração Fazendária (Profisco), serão instalados neste fim de semana, segundo o coordenador de Tecnologia de Informação da Sefaz-MT, Ricardo de Lucca Crudo. Por conta disso poderão ocorrer instabilidades momentâneas em alguns serviços. De acordo com Crudo, o pagamento do Oracle Exadata será realizado somente após a finalização da instalação do aparelhamento.
A ampliação da capacidade de armazenamento de banco de dados faz parte de uma série de investimentos que serão realizados ao longo deste ano para modernizar e melhorar os serviços prestados aos cidadãos e contribuintes de Mato Grosso. Já está prevista a aquisição de novos equipamentos servidores e equipamentos de backup e acesso às aplicações utilizando-se a certificação digital. “Com tudo isso, teremos maior segurança no acesso aos sistemas da Secretaria de Fazenda com a utilização de certificação digital, minimizando a possibilidade de fraudes e roubo de senhas”, observa o coordenador.
O secretário de Fazenda, Paulo Brustolin, acrescenta que ainda neste ano a Sefaz-MT terá um novo Data Center, que também será adquirido com recursos do Profisco. “Estamos adotando uma série de medidas para potencializar ao máximo os sistemas eletrônicos da Sefaz e facilitar a vida do contribuinte. Estamos comprometidos em reduzir drasticamente os problemas de tecnologia enfrentados atualmente, em virtude do sucateamento dos últimos anos”.